‘Errei e não há justificativa’, diz Talitha Morete após ser acusada de racismo no ‘É de Casa’

0
43
Foto: Instagram @talithamorete

Por Beatriz França, especial para o Estadão

Uma atitude de Talitha Morete com uma convidada do programa “É de Casa’ foi apontada como “racismo estrutural” e rendeu diversas discussões nas redes sociais. Nesta terça-feira, 14, a apresentadora usou seu perfil no Instagram para registrar seu pedido de desculpas.

No último sábado, 11, uma das convidadas do matinal era dona Silene, que ensinou o público e os apresentadores a fazer sua receita de cocada. No final do programa, Talitha passou o prato para a convidada e pediu para que ela servisse todos que estavam no estúdio.

“Silene, a dona da cocada, vai fazer as honras da casa e servir todo mundo. Por favor… Pode oferecer, que está todo mundo querendo a sua cocada”, disse a apresentadora. No mesmo instante, Manoel Soares, que também faz parte do time de apresentadores do É de Casa, não deixou que dona Silene (única mulher negra entre os presentes) fosse a pessoa a servir os convidados.

“Vamos fazer o seguinte? Eu vou ser o seu garçom e você vai me orientar pra quem eu vou servir, porque você não vai servir ninguém”, declarou Manoel, pegando o prato da mão de Silene.

Desculpas

“Antes de vir aqui, a primeira coisa que fiz foi falar com a dona Silene e pedir desculpas para ela. Eu também preciso me desculpar com todas as pessoas, com o meu público, pela minha fala. Errei e não há nada a ser dito para justificar ou minimizar esse erro, a não ser me desculpar”, escreveu logo no início.

A apresentadora disse que desde sábado ficou pensando no ocorrido e aproveitou para refletir sobre o “lugar que ocupou neste contexto”. “Como ser humana, como comunicadora, quero transformar esse episódio em aprendizado e num compromisso de vigília antirracista constante. É isso que posso e devo fazer”, continuou.

Talitha Morete aproveitou para agradecer o colega Manoel Soares, com quem divide a apresentação do É de Casa: “Aproveito para agradecer ao meu colega Manoel Soares pela sensibilidade e cuidado com a dona Silene. É muito importante quando estamos num grupo diverso que comprova como o mundo pode ser melhor quando inclui a todos”.

Nos comentários, Manoel Soares apoiou a amiga. “Acho que o mais importante é a dona Silene estar bem diante de toda essa repercussão. Em segundo lugar, não é só sobre entender, mas internalizar a compreensão do fato, garantindo que isso não se repetirá (nem com você, nem perto de você)”, escreveu.

“Inúmeras vezes você e as outras colegas de apresentação me ajudaram a mapear e reduzir meu machismo estrutural, sou grato por isso, assim como deve existir em você agora uma gratidão por essas pessoas que muitas vezes, de forma ácida, apontam o rumo certo de comportamento racial”, continuou o apresentador.

Ele também falou sobre como a internet pode ser agressiva às vezes, mas que espera que o resultado desse episódio seja construtivo para todos. “Nessas críticas têm dores que vão além de você e quem vem antes de você, meu desejo é que o resultado desse episódio seja pedagógico e construtivo. Não só para você, mas para o Brasil”, disse.

“Você é minha amiga e vamos estar juntos nas telas da vida buscando sempre nossa evolução diária como pessoas e comunicadores”, finalizou Manoel Soares.

Comentários: