Furnas faz campanha de alerta para o risco de atividades aquáticas

Nesse final de semana, dias 16 e 17 de janeiro, Furnas estará fazendo uma campanha de conscientização para alertar a população para o risco de atividades como navegação, pesca e lazer em áreas do reservatório próximas à barragem da UHE Marechal Mascarenhas de Moraes, antiga usina de Peixoto.

A campanha, que conta com o apoio da Polícia Militar e da Marinha do Brasil, vai abordar veículos na barreira de entrada da Vila Residencial da usina e distribuir cerca de mil panfletos com informações. Equipes de funcionários também darão breves explicações sobre os riscos, além de dicas de navegação segura.

“Variações na geração de energia ou mesmo manobras determinadas pelos órgãos reguladores nos vertedouros de usinas hidrelétricas, podem causar a elevação súbita do nível e da correnteza do rio nas áreas próximas à barragem, aumentando muito o risco de tombamento de embarcações, afogamentos e arrasto de banhistas. Por isso essas áreas são sinalizadas e as atividades de navegação, pesca e lazer são proibidas para a segurança de embarcações, banhistas e pescadores”, explica o Gerente da Divisão de Operação Mascarenhas de Moraes, Gustavo Granzoto.

As áreas de risco são sinalizadas com placas e boias, a legislação proíbe a pesca, o fundeio de embarcações e as atividades de lazer em locais até 300 metros à montante (acima) da barragem das usinas hidrelétricas, e até 1.500 metros à jusante (abaixo da barragem). No caso da UHE Mascarenhas de Moraes, a área de segurança à jusante vai até a ponte dos Peixotos.

“É importante que a população respeite a sinalização e entenda que, nessas áreas, é real o risco de morte. As restrições são para a segurança de todos” completa Granzoto.

Via PortalOndaSul

Comentários: