Por que o primeiro satélite brasileiro foi lançado da Índia?

Mas um aspecto do lançamento gerou dúvida em alguns brasileiros, o lançamento aconteceu na ilha de Sriharikota, na Índia, e não da base militar de Alcântara, no Maranhão. Mas existe uma explicação relativamente simples para isso.

O Brasil não possui um foguete que seja grande o suficiente para colocar o Amazônia 1 no espaço. Isso acontece porque cada foguete tem um padrão específico. O que existe por aqui, tem cerca de 19,7 metros de altura, enquanto a plataforma indiana tem 44,4 metros.

A previsão inicial era de que o satélite fosse lançado no dia 22 de fevereiro, porém, a agência espacial indiana (ISRO) pediu que o lançamento fosse adiado em sete dias para ter mais tempo para preparar o terceiro e o quarto estágios do foguete.

Além do Amazônia 1, o foguete levou outros 18 satélites. Três deles serão operados por instituições de ensino indianas, outro é parte do programa “Space Kidz India” e os 14 restantes serão operados pela empresa estatal indiana NewSpace India Limited (NSIL).

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), após entrar em órbita, o Amazônia 1 fará imagens que auxiliarão na fiscalização de áreas devastadas de floresta, além de locais com maior número de nuvens.

O satélite deverá gerar imagens da Terra inteira a cada cinco dias e poderá ser programado para fornecer dados de um ponto especifico do planeta a cada dois dias.

O Brasil pretende lançar outros dois satélites na Missão Amazônia. O Amazônia 1B e o Amazônia 2, ambos sem uma data prevista ou local confirmado para lançamento.

Via: UOL

Comentários: