São Sebastião do Paraíso adota medidas mais rígidas para conter avanço da Covid-19

Foto: Reprodução/EPTV

Como forma de conter o aumento dos casos da Covid-19, a Prefeitura de São Sebastião do Paraíso (MG) pretende adotar medidas mais rígidas no município. O anúncio dessas ações foi feito em uma live da administração municipal no início desta semana. A cidade contabiliza 1.764 infecções pela doença, sendo 54 mortes em decorrência do coronavírus. Quatro desses óbitos foram registrados este ano.

As medidas incluem a cassação de alvará de funcionamento das empresas que não estejam atendendo as medidas de segurança contra a doença e o registro de boletim de ocorrência para quem não for localizado para testagem pelos agentes da vigilância em saúde. Ainda não há uma data específica para que essas medidas comecem a valer.

Segundo o Prefeito de São Sebastião do Paraíso, Marcelo Morais, ainda nesta quarta-feira (6) haveria um agendamento com o comando da PM, Polícia Civil, guarda municipal e a equipe da vigilância para endurecer as questões.

“Tem muita gente marcando festas em chácaras e sítios, achando que não está acontecendo nada em São Sebastião do Paraíso. E a gente só está perdendo as pessoas. As pessoas têm que entender qual é a participação de cada uma delas nesse processo”, garantiu Marcelo.

O prefeito afirmou que, ao tomar conhecimento dos números sobre a doença na cidade, teria ficado alarmado.

“Ficamos assustados com aquilo que agente viu. Vimos praticamente números que alarmaram e fizessem com que a gente começasse a tomar medidas para que as pessoas pudessem entender que é necessário se cuidar. É inadmissível a gente se deparar com pessoas que se quer estão cumprindo o isolamento implantado pelo município em relação à Covid”, explicou.

Morte do vereador

morte do vereador Márcio Aurélio de Carvalho (PL) abalou a cidade no dia 31 de dezembro. O vereador era cardiopata e faleceu por complicações causadas pela Covid-19 aos 49 anos.

A esposa de Márcio, Suellen Martins de Carvalho conta muito emocionada como a Covid é uma doença perigosa e que está muito próxima.

“Nós também achávamos que nunca ia chegar na nossa casa. A gente acha que nunca vai ser tão próximo porque a doença não é grave. Que vai ser uma “gripezinha” e vai passar. Meu esposo por mais que ele fosse cardíaco e era de alto risco, ele usava máscara e se protegia. Mesmo assim, a doença chegou na nossa casa”, lamentou.

Covid-19 na cidade

De acordo com o último boletim divulgado pela prefeitura, São Sebastião do Paraíso contabiliza 1.764 contaminações pela Covid-19, sendo 54 mortes em decorrência da doença.

Via G1 Sul de Minas

Comentários: