Sul de MG ultrapassa 62 mil casos de Covid-19 nesta terça-feira

Foto: Breno Esaki/SES-DF

O Sul de Minas ultrapassou a marca de 62 mil casos de Covid-19 nesta terça-feira(12). Ao todo, foram mais 2 mortes e outros 697 casos confirmados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG). Com os novos casos, o Sul de Minas chega a 62.316 registros da doença, com 1.324 mortes.

Estes dados são referentes ao balanço publicado pela Secretaria de Saúde de Minas Gerais e podem apresentar divergências com os já divulgados por prefeituras, devido a períodos diferentes de fechamento.

As novas mortes foram registradas em:

  • +1 Lavras e Passa-Vinte

Os novos casos confirmados foram registrados em 82 cidades:

  • +113 Pouso Alegre
  • +61 Três Pontas
  • +60 Córrego Bom Jesus
  • +57 Varginha
  • +43 Ouro Fino
  • +29 Santa Rita do Sapucaí
  • +20 Lambari
  • +19 Itaú de Minas
  • +18 Baependi
  • +16 Guaxupé
  • +15 Perdões
  • +12 Alterosa
  • +11 Passa Quatro
  • +10 Itajubá, Liberdade, Pedralva
  • +9 Itapeva, Nazareno
  • +7 Conceição do Rio Verde, Paraisópolis, Santana da Vargem
  • +6 Campo Belo, Carrancas, Guapé, Passos, Piranguinho
  • +5 Carmo da Cachoeira, Natércia, Paraguaçu, Pouso Alto, São João Batista do Glória
  • +4 Cabo Verde, Campestre, Capetinga, Heliodora, Ipuiúna, Olímpio Noronha, São Gonçalo do Sapucaí
  • +3 Alagoa, Bocaina de Minas, Bom Sucesso, Guaranésia, Ijací, Juruaia, São João da Mata
  • +2 Cachoeira de Minas, Campo do Meio, Estiva, Ibiraci, Itanhandu, Monte Belo, Pratápolis, São Sebastião do Rio Verde, São Tiago, São Vicente de Minas, Sapucaí-Mirim, Toledo, Virgínia
  • +1 Airuoca, Albertina, Bom Repouso, Bom Jesus da Penha, Borda da Mata, Bueno Brandão, Cambuquira, Carmo de Minas, Congonhal, Cristais, Cristina, Cruzília, Divisa Nova, Fama, Fortaleza de Minas, Ilicínea, Itamogi, Jacuí, Maria da Fé, Nova Resende, Piranguçu, Ribeirão Vermelho, São Sebastião da Bela Vista, São Tomás de Aquino

A SES retirou uma morte que havia sido registrada em São José do Alegre.

Conforme os dados, Pouso Alegre segue liderando o número de casos da Covid-19 no Sul de Minas com 4.474 registros, sendo 81 mortes. Extrema tem 3.713 casos, com 34 mortes. Poços de Caldas tem 3.072 registros, com 88 mortes e Alfenas tem 2.864 casos, com 65 mortes.

Evolução dos casos confirmados de Covid-19 no Sul de Minas

Até o momento, em Minas Gerais, são 602.833 casos confirmados de Covid-19, com 12.750 mortes. Conforme a SES-MG, 538.004 pessoas estão recuperadas.

Cidades com mais casos confirmados de Covid-19 no Sul de Minas

Cidade Casos sem morte Mortes Total
Pouso Alegre 4666 81 4747
Extrema 3679 34 3713
Poços de Caldas 2984 88 3072
Varginha 2974 50 3024
Alfenas 2799 65 2864
Passos 2170 35 2205
Itajubá 2089 78 2177
Três Corações 1800 44 1844
São Sebastião do Paraíso 1770 54 1824
Guaxupé 1618 20 1638
São Lourenço 1544 27 1571
Campo Belo 1505 33 1538
Três Pontas 1494 20 1514
Lavras 961 36 997
Cambuí 899 12 911
Camanducaia 884 12 896
Santa Rita do Sapucaí 792 22 814
Andradas 733 21 754
Itapeva 746 17 763
Monte Sião 694 10 704

Divergência de números

Os número de casos suspeitos e confirmados divulgados pela SES-MG têm sido diferentes dos que estão sendo anunciados diariamente em boletins de prefeituras.

Sobre isso, a secretaria informou que assim que o caso suspeito é identificado pelo serviço de saúde, é realizada uma triagem com este paciente de acordo com dados clínicos e epidemiológicos, auxiliando na tomada de conduta de interação ou isolamento domiciliar. O profissional de saúde entra em contato com o CIEVS-Minas ou Unidade Regional de Saúde para discussão do caso.

Definido como caso suspeito, o município preenche um formulário com os dados do paciente denominado RedCap, específico do Ministério da Saúde. Através deste formulário é gerado todo o banco de dados do Coronavírus no Estado.

O COES Coronavírus analisa esse banco de dados diariamente, reclassifica os casos, solicita novas informações ao município e faz o cruzamento dos resultados de exames laboratoriais. Após todo esse trabalho, que é realizado até as 13h do dia corrente, é que os dados estarão tratados para fazerem parte do Boletim Diário.

Dessa forma, é necessário percorrer todo este fluxo de notificação para que os casos sejam incluídos no boletim epidemiológico divulgado pela SES-MG e, por esta razão, divergências pontuais entre os municípios e os casos já computados pela SES-MG, podem ocorrer, tanto em relação a casos suspeitos quanto a casos confirmados.

Via G1 Sul de Minas

Comentários: