Sul de Minas fecha janeiro com os números mais críticos de casos e mortes desde o início da pandemia

Foto: Carla Carniel/AP

O mês de janeiro já é de longe o mais crítico desde o início da pandemia do novo coronavírus no Sul de Minas. Em apenas um mês, a região registrou 29.095 casos da doença, com 357 mortes, conforme dados divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG). Os dados divulgados nesta sexta-feira (29) foram os últimos do mês por município. Com mais casos registrados na região durante o mês, Varginha viu os números da Covid-19 mais do que dobrarem no município em apenas 30 dias.

Em janeiro o Sul de Minas registrou 153% a mais de casos de Covid-19 do que o mês de dezembro e 121% a mais de mortes. Os casos registrados durante este mês também representam 35,4% de todos os casos da região desde o início da pandemia e 22,4% de todas as mortes.

Estes dados são referentes ao balanço publicado pela Secretaria de Saúde de Minas Gerais e podem apresentar divergências com os já divulgados por prefeituras, devido a períodos diferentes de fechamento.

Cidades com maior número de casos de Covid-19 em janeiro

Cidade Casos registrados Total na pandemia % aumento em janeiro
Varginha +2.378 4.601 +106,97%
Pouso Alegre +1.467 5.582 +35,65%
Alfenas +1.111 3.603 +44,58%
Passos +1.107 2.960 +59,74%
Poços de Caldas +1.073 3.778 +39,67%
Três Pontas +907 2.161 +72,33%
Guaxupé +896 2.216 +67,88%
Três Corações +860 2.376 +56,73%
Extrema +778 4.230 +22,54%
Itajubá +741 2.672 +38,37%

Ao todo, 32 cidades da região viram os números da doença mais do que dobrarem durante o mês. É o caso de Varginha, que registrou o maior número de registros da doença no Sul de Minas em janeiro. Ao todo, foram 2.378 novos casos, com 22 mortes no mês. A cidade, que em 31 de dezembro tinha 2.223 casos registrados, agora tem 4.601, uma alta de 106,97%.

Outras cidades que até o fim de 2020 tinham registrado poucos casos da Covid-19, viram os números dispararem neste mês. São Tomé das Letras é o principal exemplo. A cidade viu o número de casos saltar de dois, em 31/12, para 45 agora, uma alta de 2.150%.

Em situação parecida está Areado. A cidade tinha 28 casos confirmados em 31 de dezembro. Agora, já são 317, uma alta de 1.050%. Cidade vizinha a Areado, Alterosa também tem números parecidos. Dos 46 casos confirmados no fim do ano, a cidade saltou para 379 agora, uma alta de 723,91%.

Mortes batem recorde

Além do número de casos, também preocupa o consequente aumento de mortes pela Covid-19. Nesta semana, o Sul de Minas registrou recorde negativo. Foram 129 mortes em apenas uma semana, o maior número desde o início da pandemia.

Em um mês, foram 357 o número de mortes pela doença registradas na região. Poços de Caldas (29), São Sebastião do Paraíso (26) e Passos (24) tiveram os maiores números de óbitos, seguidos de Varginha (22), Itajubá (21) e Três Corações (19).

Cidades com mais mortes por Covid-19 registradas em janeiro

Cidade Mortes em janeiro Mortes na pandemia % aumento
Poços de Caldas +29 109 +36,25%
São Sebastião do Paraíso +26 72 +56,52%
Passos +24 54 +80%
Varginha +22 71 +44,90%
Itajubá +21 94 +28,77%
Três Corações +19 56 +51,35%
Alfenas +15 78 +23,81%
Três Pontas +8 27 +42,11%
Campo Belo +8 40 +25%
São Lourenço +8 29 +38,10%
Comentários: